SUVISA

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA

TIPOS DE ATENDIMENTO

Utilize a lista abaixo para encontrar os Locais de Atendimento.

PERGUNTAS FREQUENTES

Utilize a lista abaixo para encontrar uma resposta rápida.

Home | Doenças Transmissíveis |

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA

INFECÇÃO LATENTE DA TUBERCULOSE

Estima-se que um terço da população mundial esteja infectada pelo bacilo da tuberculose. A maioria das pessoas resiste ao adoecimento após a infecção e desenvolve imunidade parcial à doença.

Entretanto, cerca de 5% das pessoas não conseguem impedir a multiplicação dos bacilos e desenvolve a tuberculose doença, outros 5% adoecem posteriormente por uma reativação dos bacilos que estavam parcialmente bloqueados pelo sistema imunológico ou em conseqüência da exposição a uma nova fonte de infecção.

Até 2010 apenas alguns casos de infecção latente eram tratados com quimioprofilaxia, mas a partir de 2010 esta indicação foi ampliada, com o objetivo de evitar adoecimento para aquelas pessoas com maior risco de desenvolver a tuberculose doença.

Os profissionais de saúde devem estar atentos para a busca de casos com infecção latente entre os contatos de pacientes com tuberculose, além de outros indivíduos com maior risco, para investigar, diagnosticar e tratar a infecção latente da tuberculose.

NOTIFICAÇÃO

Na Bahia existe um sistema de notificação dos casos de infecção latente, informatizado de acesso pela internet. Cada unidade de saúde notifica o caso em ficha específica. A Secretaria de Saúde é responsável em alimentar o sistema informatizado. Sistema de Notificação da ILTB

INDICAÇÕES DE TRATAMENTO

O tratamento da ILTB reduz em 60 a 90% o risco de adoecimento em um portador.
INDICAÇÕES:  
Na indisponibilidade transitória do PPD



 o tratamento da infecção latente



 deve ser instituído conforme orientado em Nota Informativa 08 de set/2014 MS, , anexada abaixo.
· Crianças contatos de bacilíferos:

Com PT ≥ 5 mm
Não vacinada com BCG;
Vacinada há mais de 2 anos; ou
Com qualquer condição imunossupressora.

Com PT ≥ 10 mm
Crianças vacinadas com BCG há menos de 2 anos

· Adultos e adolescentes (>10 anos)
Depende dos fatores - avaliação clínica, prova tuberculínica, idade, probabilidade de ILTB e o risco de adoecimento. Ver quadro de indicações.

Com PT ≥ 5 mm
Contatos adultos e adolescentes
HIV/Aids
Uso de inibidores do TNF- α
RX com sequela de TB
Transplantados em terapia imunossupressora
Uso de corticosteróide

Com PT ≥ 10 mm
Silicose
Neoplasia de cabeça e pescoço
Insuficiência renal em diálise
Diabetes mellitus
Baixo peso (peso < 85% do peso ideal)
Tabagistas
Calcificação isolada se fibrose ao RX de Tórax

Conversão (segunda PT com incremento de 10mm)
Contatos de TB bacilífera
Profissionais de saúde e de laboratório de micobactéria
Trabalhadores de instituições de longa permanência

FÁRMACO UTILIZADO

Isoniazida – dose 5mg/kg a 10mg/kg de peso. Dose máxima de 300mg/dia

TEMPO DE TRATAMENTO

Deve ser realizado por um período mínimo de seis meses.
Para pacientes com HIV o tratamento deve ser feito por nove meses.
A quantidade de doses é mais importante que o tempo:
180 doses (para indicação de 6 meses)
270 doses (para indicação de 9 meses)
Se houver uso irregular pode haver prorrogação do tempo de tratamento em até 3 meses.

REAÇÃO ADVERSA

Realização de acompanhamento mensal para identificação de reação adversa. Avaliação clínica e exames complementares. Se ocorrer efeitos adversos maiores está indicada a suspensão do tratamento.

Fonte: Manual de Recomendações para o Controle da Tuberculose no Brasil 2011.

FICHA DE NOTIFICAÇÃO DE ILTB-2014.pdf
INSTRUTIVO PARA PREENCHIMENTO E DIGITAÇÃO NO SI ILTB.doc
TR termo de responsabilidade SI ILTB.doc
Nota Informativa 08 de set 2014 - Recomendações Controle Contatos.pdf


  • Rede Interagencial de Informação em Saúde no Estado da Bahia – Ripsa/BA
SUVISA - Superitendência de Vigilância e Proteção da Saúde
Centro Administrativo da Bahia, 4ª Avenida, nº 400, Plataforma VI. lado B, 2º Andar
Salvador/Bahia CEP 41.745-000
Recomendamos Internet Explorer 7 ou superior e Mozilla Firefox 2.5 ou superior Resolução mínima 1024 X 768.
© Copyright 2010. Todos os Direitos Reservados