SUVISA

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA

TIPOS DE ATENDIMENTO

Utilize a lista abaixo para encontrar os Locais de Atendimento.

PERGUNTAS FREQUENTES

Utilize a lista abaixo para encontrar uma resposta rápida.

Home | Doenças de Transmissão Vetorial |

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA

Apresentação das Leishmanioses

Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA) Doença infecciosa, não contagiosa, causada por diferentes espécies de protozoários do gênero Leishmania, que ao serem transmitidos por insetos denominados Flebotomíneos acometem pele e mucosas. Primariamente, é uma infecção zoonótica, afetando algumas espécies de animais e a população humana, que pode ser atingida secundariamente quando exposta a ação dos vetores.

Caso suspeito:

1– Presença de ferida na pele, com fundo granuloso e bordas elevadas em moldura (Leishmaniose cutânea)

2– Presença de ferida na mucosa nasal, com ou sem perfuração, ou perda do septo nasal, podendo atingir lábios, palato e nasofaringe (Leishmaniose mucosa).

Modo de transmissão: Através da picada dos insetos denominados Flebotomíneoss contaminados com a leishimania.

Leishmaniose Visceral (LV) Doença infecciosa, não contagiosa, causada por protozoários flagelados do gênero Leishmania, que ao serem transmitidos por insetos denominados Flebotomíneos, vão parasitar órgãos. É conhecida no Brasil como calazar, barriga d’água, esplenomegalia tropical, entre outras denominações. Tem o cão como principal reservatório na área urbana e as raposas e os marsupiais como reservatórios no ambiente silvestre.

Caso suspeito: Período inicial - febre com duração inferior a quatro semanas, palidez e aumento do tamanho do baço e do fígado; Período de estado - caracteriza-se por febre irregular, geralmente associada a emagrecimento progressivo, palidez e aumento do tamanho do baço e do fígado; Período final - febre contínua, desnutrição, edema dos membros inferiores, hemorragia, icterícia e barriga d”água.

Modo de transmissão: Através da picada dos insetos denominados Flebotomíneoss contaminados





  • Rede Interagencial de Informação em Saúde no Estado da Bahia – Ripsa/BA
SUVISA - Superitendência de Vigilância e Proteção da Saúde
Centro Administrativo da Bahia, 4ª Avenida, nº 400, Plataforma VI. lado B, 2º Andar
Salvador/Bahia CEP 41.745-000
Recomendamos Internet Explorer 7 ou superior e Mozilla Firefox 2.5 ou superior Resolução mínima 1024 X 768.
© Copyright 2010. Todos os Direitos Reservados